sábado, 21 de abril de 2012

World Boardgaming Championships

Por Ricardo Stávale

O World Boardgaming Championships (WBC) existe na sua forma atual desde 1999. Durante oito anos anteriores a isso, foi chamado Avaloncon. Em ambos os casos, WBC é uma convenção de jogo única que muitos consideram a melhor experiência boardgaming no planeta. Alguns dizem que é a Disney World do tabuleiro.


Don Greenwood, presidente da convenção, trabalhou 27 anos na empresa de jogos Avalon Hill como designer, desenvolvedor e editor. Ele acabou idealizando a primeira conferência anual de jogos de tabuleiro nos Estados Unidos em uma época em que era comum ver estes produtos nas prateleiras de lojas nacionais.

Don Greenwood, presidente do WBC

Segundo Don Greenwood: “os tempos mudaram e com o surgimento da era do computador as fortunas das distribuidoras de jogos de tabuleiro diminuíram. Uma a uma, as grandes editoras caíram, revertendo o hobby de jogos de tabuleiro ao estatuto de nicho. Em 1991, após anos de tentativas, eu convenci a Avalon Hill que seus interesses seriam atendidos através de uma nova espécie de convenção de jogos onde a ênfase não era sobre a venda do produto, mas sim em jogar os jogos. Seminários, leilões, mercados e áreas de vendas seriam substituídos por torneios. E esses torneios seriam cobertos e registrados, com ranking e premiações.”

Patrocinadores

O evento organizado pela Avalon Hill foi chamado de Avaloncon e durou até 1998. Os adeptos da Avaloncon suplicaram para Don Greenwood continuar a conferência de forma independente.

Consequentemente, a WBC nasceu no ano seguinte como a convenção de jogos anual da associação sem fins lucrativos Boardgames Players Association (BPA).

Maiores campeões de 2011

A WBC, diferente de seu antecessor, organizou torneios abertos de qualquer jogo de tabuleiro (jogos de cartas colecionáveis não sendo incluídos nesse evento), independentemente da editora. O foco foi mantido, limitando o torneio em 100 jogos de tabuleiro diferentes.


Os torneios são o forte da WBC. Quase todos os participantes do WBC reconhecem que seus torneios são muito superiores aos oferecidos em outros lugares.


A outra diferença é que esta convenção de jogos não é propriedade de um indivíduo ou editor. Cada participante é membro, e, como tal, um proprietário de parte dos direitos de voto na forma como ele é executado. Três membros são eleitos anualmente para mandatos de três anos em um Conselho de Administração não remunerado que rege a corporação.


Todos os fundos em excesso são reinvestidos na conferência ou reservada para situações de emergência ou de filantropia ao hobby, a critério da diretoria.


Os adeptos a esse tipo de conferência de jogos provaram ser imensamente leais. Retornam ano após ano, independentemente da distância.



E a atração está se espalhando para as famílias, como resultado da localização familiar em Lancaster, Pensilvânia, e o bem-sucedido programa "Junior", que oferece uma programação completa para a próxima geração de jogadores: aqueles que possuem 12 anos. Vários eventos são realizados para iniciantes, como treinamentos em regras de jogos diversos.


E para aqueles intimidados pela concorrência ou eventos organizados, há um grande espaço para jogos abertos dos títulos que estão nos torneios.

Um fator interessante na WBC é a presença dos cônjuges ou crianças espectadores. A família dos jogadores pode passar o tempo usando as piscinas do resort, campo de golfe, sala de jogos (ping pong ou mesas de bilhar), academia, quadras de vôlei, aluguel de bicicletas, local para caminhadas e algumas atrações locais como parques e museus. Tudo isso graças ao local escolhido pela WBC e que possui contrato até 2014 (Resort Lancaster, na Pensilvania).



Confira o vídeo sobre o WBC

(fonte)

Ricardo Stávale é caiçara de Itanhaém, arquiteto de sistemas, baixista e pai sem manual de instrução. Verdadeiro fã de jogos de tabuleiro e RPG, atualmente é responsável pelo blog Redomanet.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário